Minha Lua de Mel – Parte 1

Olá!!!

É um enorme prazer poder compartilhar nesse primeiro post do Blog uma das viagens mais inesquecíveis da minha vida, minha Lua de Mel ( ou melhor uma parte dela, pq terei que terei que dividir o post por locais, já que na minha Lua de Mel visitei vários lugares diferentes). Irei começar falando sobre o melhor destino da Lua de Mel, a paradisíaca Polinésia Francesa!

01

A Polinésia Francesa é formada por 118 ilhas agrupadas em 5 arquipélagos: Sociedade, onde estão as ilhas mais conhecidas; Tuamotu, ilhas de coral em forma de anel; Marquesas, ilhas bem afastadas – ideais para ecoturismo; Austrais, clima mais fresco e poucos turistas; e Gambier, isolada do turismo convencional pela dificuldade de acesso.

O mar é incomparável, super transparente, com anéis de corais e águas mansas, uma cordilheira de origem vulcânica submersa, da qual só se vêem os picos, o que nos brinda com vários tons de azul e verde.

É um aquário a céu aberto com uma infinidade de plantas e peixes. A paisagem é composta por montanhas, coqueiros verdes, praias de areias brancas, vegetação exuberante e várias espécies de flores.

Mas o meu intuito aqui não é falar do que cada local tem ou deixa de ter, eu quero falar de uma das experiências mais marcantes que tive; que foi fazer um cruzeiro num dos mais selecionado e exclusivo cruzeiro pelas ilhas mais famosas do Tahiti; a bordo do navio Regent da empresa Paul Gauguin.

Recém-revitalizado, o navio-iate desenhado e construído especificamente para operação no Taiti e no sul do Pacífico.

Navio espaçoso com nome e decoração identificados com o famoso pintor e o destino principal do cruzeiros: Tahiti. Com 19.200 toneladas, acomoda até 332 passageiros (limite exigido por lei francesa para a região da Polinésia Francesa) e 211 tripulantes europeus – proporção de 1 tripulante para cada 1,5 passageiro. Oferece o maior espaço a bordo por passageiro de toda a indústria marítima.

02

03Rota do Cruzeiro

Com sistema all inclusive, um dos principais atrativos deste cruzeiro é a programação de paradas, com acessos privativos a lugares paradisíacos, como uma praia particular em Bora Bora. No local, além de desfrutar das belezas naturais, os passageiros têm à disposição um serviço de bufê de grelhados preparados na areia.

Sim, a cozinha do navio também faz sucesso, sob o comando do Chef Jean Pierre Vigato, proprietário do restaurante Francês Apicius. A embarcação conta, ainda, com culináia Internacional, Francesa e Polinésia.

Quem preferir curtir as mordomias a bordo, tem à disposição spa ( administrado pela famosa Carita de Paris), cassino, piano bar, galeria de arte com artefatos da cultura polinésia e marina retrátil na popa, para a prática de esportes aquáticos, como caiaque e windsurf.

04Pôr do sol lindíssimo da nossa Suíte (ocupava a parte de trás toda do navio).

06Usávamos essa pequena embarcação quando tínhamos
que nos locomover para uma ilhota.

Falando em Ilhota, um dos passeios que mais me surpreendeu foi o passeio de um dia inteiro que o Navio organizou, na Ilhota privativa do Paul Gauguin ( Motu Mohana, próxima da Costa de Tahaa), sim, é isso mesmo que vcs leram “PRIVATIVA” , ou seja, vc só terá o prazer de conhecer essa Ilha se fizer esse cruzeiro, mas como eu sou boazinha…rsrsrs colocarei aqui as fotos e alguns vídeos desse lugar paradisíaco.

07Dá para imaginar a cor dessa água???? Surreal!
Tahaa fou uma das ilhas que mais me surpreedeu. Beleza única e incomparável.

E vcs não acreditam qual foi a melhor surpresa!!!??? Nessa Ilhota, Motu Mohana, os atendentes do Navio prepararam um delicioso Barbecue, com Peixe na Brasa, Carnes, Hambúrguers, vários tipos de acompanhamentos…tudo uma delícia, e os Drinks eram todos dentro do Abacaxi ou Coco ( não, eu não estava bebendo uma água de coco, e sim uma deliciosa Pina Colada, Amo!!!).

Esse Cruzeiro do Paul Gauguin, em cada Ilha ele fica atracado uma noite, sendo assim, é possível vc descer do navio e conhecer a Ilha por inteiro e se quiser ainda pode ficar hospedado em um dos Hotéis Resorts na Ilha, como eu fiquei!!!

Pois na minha opinião, não tem como vc cohecer Bora Bora, e não passar a noite em um dos famosos bangalôs, tão típicos da região. O meu escolhido  foi o exclusivo Intercontinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa.

08

09

10

11

12

13

Meu marido fez esse vídeo enquanto eu fazia a famosa massagem com vista para o fundo do mar ( sim, pq o chão é de vidro) no Ilustre SPA Algotherm. DEEP OCEAN SPA BY ALGOTHERM. Deslumbrante!

14

Vista do nosso Bangalô sobre a água, o nosso era o penúltimo, então já pegava o alto mar ( Dava um certo medo de mergulhar, ainda mais depois que a recepcionista disse ter tubarão, mas como ela disse…”Dont Byte”, não morde..kkkk vai saber né? E fora que eram dezenas de Arraias passando debaixo do nosso bangalô, víamos pq parte do chão da sala era de vidro).

Mas volto a dizer, é uma experiência única na vida, acho que todo mundo um dia deve ficar num bangalô desses sobre o mar. É  incrível!!!

Claro que não é uma experiência em conta, mas vale cada dólar investido.

E fiquem ligados no próximo post, que continuarei falando sobre a Polinésia Francesa, continuaremos por Moorea e Papeete.

Quis começar falando das melhores ilhas do Tahiti para vcs se empolgarem mesmo, não que Moorea e Papeete não sejam boas, até que são, porém não chegam nem perto das que eu falei hj ( Tahaa e Bora Bora).

Até o próximo Post queridos!

XoXo

Michelle Aguiar

Você pode deixar um comentário, ou trackback a partir do seu próprio site.

Comente aqui!


9 × = 63